Publicado em 2 comentários

O impacto da relação professor e aluno na aprendizagem – Tonia Casarin

Quem não se lembra daquele educador que marcou a sua história? A relação professor e aluno é muito importante durante o desenvolvimento socioemocional. Se puxarmos pela memória, conseguiremos resgatar sentimentos e emoções que nutrimos por professores que foram importantes para nossa vida.

Provavelmente esse educador não marcou você por ser o melhor professor de Matemática ou Português, mas sim por ter tido algum vínculo afetivo. Mas como desenvolver uma boa relação professor e aluno dentro da sala de aula?

Você tem essa dúvida? Confira minhas dicas:

O que é uma boa relação professor e aluno?

A relação professor e aluno da qual falamos é a preocupação e o reconhecimento, por parte do educador, de cada um dos estudantes como indivíduos autônomos em busca de sua identidade. É se conectar com eles, conhecê-los e também dar a eles a oportunidade de conhecer você, enquanto professor. Essa afetividade é uma condição do processo ensino-aprendizagem que dinamiza e dá sentido ao processo educativo.

Isso não quer dizer que o professor tenha que ser apenas carinhoso e amoroso para que a criança aprenda, pois não é o suficiente. O afeto na relação aluno e professor significa que o educador se preocupa com seu aluno e está atento aos passos daquela criança. Chamar a atenção, por exemplo, pode ser encarado como um sinal de afeto, porque significa a preocupação do professor com aquele aluno.

Qual a importância do afeto durante o processo de ensino?

Segundo estudos da neurociência, o afeto é como uma cola para aprendizagem. Ele é responsável por fazer ligações mais fortes entre os neurônios. Durante o processo de assimilação de informações, as conexões neurais são mantidas e reforçadas quanto mais essas mesmas rotas das conexões são feitas. E o afeto é como se fosse essa cola nas ligações neurais. Essas ligações ficam tão fortes a ponto de nunca mais serem desfeitas.

Como melhorar a relação professor e aluno?

Por isso, aproveite o espaço da sala de aula para investir e desenvolver essa conexão com os seus alunos. Crie um espaço seguro em sua sala de aula, um lugar em que você se conecte com seus alunos e eles se conectem com você. Um espaço de afeto.

Conforme a escritora Maya Angelou diz: “Eu aprendi que as pessoas vão esquecer o que você disse e fez, mas nunca esquecerão como você as fez sentir“.

Veja algumas dicas simples:

  • invista na criatividade: seja inventivo para reter a atenção dos alunos e transformar o processo de aprendizagem em algo simples e claro;
  • converse: o diálogo é o ponto-chave para o respeito em sala de aula. Em vez de gritos, converse com o aluno mesmo que seja em um momento mais sério;
  • respeite o aluno como indivíduo: é bem comum que nós, adultos, subestimemos a inteligência de crianças e adolescentes. Na hora do diálogo, é importante que você mostre respeito por cada aluno como indivíduo que pensa, sente e até mesmo ensina com suas experiências de vida.

Entendeu como funciona uma relação professor e aluno saudável? Quer aprender mais sobre afeto, emoções, aprendizagem e neurociência? Não deixe de fazer o curso Competências Socioemocionais para Educadores.

2 comentários sobre “O impacto da relação professor e aluno na aprendizagem – Tonia Casarin

  1. Amei, espero continuar recebendo mais mensagens como esta

    1. Que ótimo, Raimunda! Continue acompanhando nossas postagens e nossos materiais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *