Publicado em 5 comentários

Por que birra de criança é tão comum? – Tonia Casarin

É muito comum ouvir pais reclamando de birra de criança. Quem nunca passou por uma situação em que ficou constrangido com um chilique do filho?

Um exemplo bem comum é na hora das compras. Aquele show de horrores dentro do supermercado, com o pequeno chorando, gritando e se jogando no chão porque você disse não para o biscoito que ele queria comprar. A gente até pensa “deveria ter falado sim para esse biscoito…” Os olhares cruéis de outras mães e pais que passam por você e julgam sem saber da situação deixam tudo mais desesperador, não é verdade?

A situação é comum e, não importa quantas vezes aconteça, é sempre constrangedora. Então, como lidar da melhor maneira com a birra de criança? Afinal, por que ele tem essa atitude?É o que vamos conversar neste post:

Por que birra de criança é algo tão normal?

Veja o que fazer na hora em que seu filho der chilique:

É um comportamento comum da idade

Antes de tudo, é importante que você saiba que vai presenciar muita birra de criança, principalmente  enquanto seu filho tiver entre 2 e 4 anos. Mas essa fase pode começar antes, por volta dos 6 meses, e se estender até os 8 anos de idade. 

Isso ocorre porque a birra é a forma que a criança tem de se comunicar com você, de demonstrar que algo não está bem com ela. Pode ser que ela esteja sofrendo com algum problema ou acontecimento recente. Mudança de casa, de escola, a morte de um parente querido ou de animal de estimação, a separação dos pais e até mesmo a falta de diálogo em casa podem atrasar seu desenvolvimento.

O pequeno ainda não está emocionalmente pronto

Além de eventos recentes que podem influenciar o comportamento do seu filho, o cérebro dele ainda não está totalmente pronto para controlar suas emoções. A parte responsável por processar essas emoções é o córtex pré-frontal, que se desenvolve até aproximadamente os 25 anos. Portanto, biologicamente a criança não está pronta para se controlar, ainda mais lidar com emoções mais fortes e intensas, como a raiva e a frustração.  E, com isso, acaba se expressando de forma intensa e descontrolada, muitas vezes.

A birra de criança é, muitas vezes, uma explosão de sentimentos com as quais o pequeno não sabe lidar. Ela é expressa em forma de choro incontrolável, gritos e aquela movimentação intensa e firme, difícil de ser contida pelos adultos. 

É um pedido de ajuda

Algumas vezes, as crianças estão testando o limite dos pais para descobrir até onde podem chegar. Em outras, a birra é apenas um pedido de socorro, um pedido de ajuda inconsciente para lidar com um sentimento novo ou uma emoção muito intensa. 

Portanto, tenha paciência e lembre que ele não está biologicamente pronto para lidar com isso. A birra dele é um pedido de socorro. Mantenha a calma e ajude seu filho a nomear o que ele está sentindo. Não se esqueça de que você serve de modelo para seu filho, portanto, quanto mais calmo e tranquilo ficar, melhor será o comportamento que ele vai espelhar.

Pronto para lidar com a birra de criança por uma nova perspectiva? Seu filho costuma ter muitas explosões de sentimentos? Deixe seu comentário no post!

5 comentários sobre “Por que birra de criança é tão comum? – Tonia Casarin

  1. obrigada pela ajuda achei tudo lindoooo

  2. obrigada achei tudo lindo

  3. Olá.
    Tenho alguns problemas em saber como controlar a minha raiva e a da minha filha de 4 anos.
    Chego a duvidar da minha capacidade de educar. Ela às vezes passa do limite, mesmo eu sabendo que a raiva geralmente é minha, e que o sentimento dela piora com a minha falta de paciência.
    Então acredito que é um problema nosso, não só dela.

  4. Que bom ter alguém que pode dar sugestões de como lidar com certas situações. Muito obrigada!

  5. Quando nós temos filhos, temos que buscar qualquer tipo de ajuda para podermos entender e saber a melhor forma de lhe dar em determinadas situações, e emoções principalmente se nossos pequenos tem o gênio forte ou até mesmo pode ser apenas uma fase…Buscar ajudar, nunca é demais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *