Publicado em Deixe um comentário

Bullying com professores: aprenda como lidar dentro das escolas

Como evitar o bullying com professores

Discutimos tantas formas de minimizar o bullying entre as crianças, que esquecemos do bullying com professores. São casos sérios que precisam de toda atenção por parte da escola! 

O Brasil lidera o ranking de agressões verbais ou físicas contra professores, segundo dados de uma pesquisa feita pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), em 2019, sobre violência em escolas.

Seja dentro de escolas públicas ou privadas, o bullying com professores serve como um alerta para os riscos à saúde desses profissionais. Vamos conversar mais o assunto? 

Qual o cenário atual do bullying com professores? 

Entre os riscos mais frequentes na saúde mental dos educadores, estão a depressão e a Síndrome de Burnout. O ápice do problema pode levar ao esgotamento e, consequentemente, o afastamento das salas.  

Ainda de acordo com a pesquisa feita pelo (OCDE) em 2019 sobre violência nas escolas com professores, 12,5% afirmam serem vítimas de agressões verbais ou intimidações. 

Não devemos considerar o bullying partindo apenas dos alunos! Esse tipo de violência também acontece por meio dos pais e dos próprios colegas de trabalho. Por isso, a escola tem um papel fundamental na cultura do respeito e da proteção dessas vítimas. 

Efeitos do bullying para a saúde física e mental do educador

A educação passou por muitas mudanças, incluindo o protagonismo dentro das salas de aula. A imposição de autoridade deve partir não só dos professores, mas também de todo o corpo docente. 

O bullying com professores é praticado em sala de aula através da ridicularização dos alunos, seja por boatos espalhados entre a comunidade escolar e, também, via cyberbullying por meio das redes sociais.

Quais são os impactos na saúde física e emocional do educador:  

– Estresse 

Ansiedade

– Sintomas Psicossomáticos

Depressão 

– Isolamento

– Insegurança 

– Tristeza 

– Prejuízo na socialização 

Crianças e jovens que praticam o bullying, seja contra professores ou outros colegas, precisam não só da supervisão da escola, mas também da família. Sempre é necessário conversar, ensinar sobre a diversidade e o respeito ao próximo! 

Formas de prevenir o bullying com professores

O dever da escola na prevenção do bullying contra professores

O papel do gestor é crucial na disseminação da cultura de paz no meio escolar. Esse incentivo evita não só as práticas, mas também fortalece o aprendizado de habilidades socioemocionais dentro do corpo acadêmico. 

É essencial que esse gestor garanta normas de conduta e as consequências sejam claras e conhecidas por todos! 

O profissional deve ser o responsável por repudiar qualquer violência praticada contra os professores, inclusive, por parte dos pais de alunos que muitas vezes buscam desmoralizar o educador. 

Quais formas de lidar e prevenir o bullying com professores? 

Para você, educador, antes de tudo, procure suporte à escola! Essa é uma das etapas iniciais para lidar com o bullying e evitar que cause problemas à sua saúde mental e física.

O meio acadêmico tem a obrigação de prevenir essas violências, seja com professores ou alunos. É fundamental lembrar que esses profissionais também sofrem e passam por situações similares a qualquer vítima de bullying. 

Para evitar a perda de controle, a escola deve influenciar na gestão da sala de aula de cada professor e inserir um auxílio psicológico. Uma boa dica aos profissionais é criar normas de conduta em parceria com os alunos, de preferência no início do ano letivo. 

Dessa forma, todos podem opinar e participar da decisão de como desejam se sentir na escola, inclusive o professor. 

A prevenção contra o bullying é uma responsabilidade de todos! 

Sabemos o quão triste são as cenas onde há agressões verbais e físicas entre alunos e professores. A escola é um ambiente para propiciar o respeito, abraçar a diversidade, aprender e criar laços de amizade, até mesmo com o educador. 

Por isso, eduquem seus filhos, conversem e ensinem sobre as consequências do bullying para qualquer pessoa. Embora a escola seja uma abertura para o conhecimento e aprendizagem, em casa a educação deve prevalecer, e sempre. 

Aos educadores, procurem toda ajuda necessária e persistam em continuar na profissão que conquistou seus corações. A arte de ensinar é um dom de poucos! 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *