Publicado em Deixe um comentário

Como trabalhar as habilidades socioemocionais em fase de pandemia

Como trabalhar as habilidades socioemocionais em fase de pandemia

Em tempos de coronavírus, o mundo vive um de seus momentos mais difíceis e  milhares de famílias deixam de lado seus hábitos diários para se cuidarem em casa. 

Pensando nisso, como você está trabalhando suas habilidades socioemocionais em fase de pandemia? Embora seja um grande desafio lidar com tudo,  saiba que as suas emoções são o seu maior aliado nesses momentos. 

Para o seu bem e o da sua família, vamos conversar mais sobre como reforçar as habilidades socioemocionais nessa fase? Confira mais! 

Um turbilhão de sentimentos e emoções

Todas as comunidades mundiais estão passando pela mesma situação por decorrência do isolamento social: medo, ansiedade, tristeza, depressão… tudo isso faz você se sentir sobrecarregado e desamparado.

Quando não sabemos controlar e compreender esses sentimentos, lidar com o isolamento se torna cada vez mais difícil, afetando até mesmo suas relações em casa, com a própria família. 

Por isso, é fundamental fortalecer as habilidades socioemocionais em fase de pandemia, compreendê-las e contornar os problemas de forma simples. É o poder da autogestão e autoconhecimento! 

O poder das competências socioemocionais durante a crise

Mesmo que todas as habilidades sejam importantes para o desenvolvimento das pessoas, algumas competências são ainda mais essenciais em momentos de crise, como essa pandemia. 

Abaixo, selecionamos as seguintes habilidades socioemocionais essenciais para o seu progresso:

– Empatia

– Foco e persistência

Tolerância ao estresse

– Responsabilidade

– Criatividade e interesse artístico 

Entenda que as suas emoções são como um espelho para os seus filhos! Portanto, é fundamental ensinar essas habilidades desde bem cedo, para um desenvolvimento efetivo dos pequenos.

Você é responsável por criar um ambiente seguro para seus filhos! 

Segundo a educadora Tonia Casarin, é necessário ficar atento a forma como compartilha as informações sobre a pandemia em casa. 

Muitas vezes nessa comunicação, trazemos uma enxurrada de emoções e passamos a nossa angústia e todo o nosso estresse para as crianças. As emoções são contagiosas. 

Logo, acaba impactando não só na convivência, mas na sensação de segurança. Para evitar isso, é recomendado conversar com seus filhos e explicar dúvidas que eles tiverem sobre o vírus. 

5 formas de trabalhar as habilidades socioemocionais em fase de pandemia

Formas de trabalhar as habilidades socioemocionais durante a pandemia

Agora, veja maneiras simples de como reforçar as competências socioemocionais da sua família durante a pandemia. 

1 – Nomeie suas emoções 

Já sabemos que segurar e negar as emoções só pioram as coisas. Para os adultos, tente falar em voz alta seus sentimentos, isso diminuirá o impacto. Para os pequenos, faça com eles recortes de caricaturas de revistas ou até mesmo desenhos para identificar as emoções. 

2 – Apoie os filhos em suas emoções 

Ainda com as crianças, saiba que os sentimentos delas também são reais. Enquanto lutamos com as nossas emoções, também precisamos ajudar a gerenciar as delas. Converse e faça o pequeno entender o que sente. 

3 – Foque no que pode controlar 

Infelizmente nem tudo está ao nosso controle. Por isso, converse com pessoas próximas e veja o que você pode fazer para ajudá-las. Com ideias simples, você fará uma diferença e tanto na vida dessas pessoas.

4 – Receba notícias e atualizações de fontes confiáveis 

Estamos rodeados de fake news, boatos, tantas informações que acabam provocando mais medo e estresse. Busque apenas por notícias de veículos confiáveis, entrevistas com especialistas, como médicos e pesquisadores.

5 – Faça uso criativo do seu tempo no isolamento

Enquanto você está em casa mantendo o distanciamento social, aproveite para conversar com parentes, aquele amigo que você não conversa há anos, se aproximar de seus filhos. o momento é de aflição, mas, agora, temos tempo para fazer coisas que antes não dava.

Suas decisões afetam o coletivo! 

Não se engane, suas emoções podem impactar muito na convivência da sua família, até mesmo na sociedade. Esse momento requer que todos tenham empatia, sem individualidade, pois o seu comportamento afetará o próximo!  

Por isso, cuide de você, da sua família e de todos! Cada um está fazendo a sua parte, da melhor forma possível. Preserve e fortaleça as habilidades socioemocionais em fase de pandemia, isso será um suporte para você lidar “melhor” com isso. 

E para te ajudar no desafio, temos uma recomendação excelente, o curso Emoções em Família, da Tonia Casarin! 

O que achou do conteúdo? Deixe o seu comentário! 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *