Publicado em Deixe um comentário

Crie uma rotina com as crianças na quarentena

Crianças na quarentena

O tempo que os estudantes vão passar em casa em razão do coronavírus ainda é incerto. No entanto, uma coisa nós podemos afirmar: eles  vão precisar bastante do apoio dos responsáveis para entenderem o que está acontecendo.

Muito mais que isso, é essencial criar uma rotina com as crianças na quarentena, unindo momentos de educação e lazer. 

As medidas de isolamento social adotadas pelas instituições governamentais impõem um desafio para milhões de famílias. Conciliar rotinas de trabalho, cuidado, educação e convivência familiar não é fácil, mas também não é impossível! Vamos falar sobre o assunto?

Primeiro de tudo: converse! 

Tenha em mente que mães e pais não devem se cobrar para ter a mesma produtividade que teriam se estivessem na empresa, sem ninguém atrapalhando.

Já em relação aos filhos, é fundamental não subestimá-los! É claro que as crianças na quarentena não precisam de todas as informações, mas elas sabem o que está acontecendo. Podem não compreender exatamente o fato, porém entendem que alguma coisa no mundo está diferente.

Conversar com os pequenos é fundamental. Explique que estamos em um momento novo, o qual as pessoas devem ficar em casa, que eles não poderão ver os amigos durante um tempo, mas sempre com a mensagem de que isso vai passar. 

Deixe bem claro na linguagem do seu filho, de forma precisa e que vá de acordo com a idade. Isso ajuda a diminuir o estresse, porque as crianças não ficarão tentando adivinhar o que é a cara de nervosismo das pessoas ao redor!

Outro ponto de extrema importância é lembrar a criança na quarentena que ela não está de férias. Manter uma rotina de estudo, ler livros, rever materiais e fazer pesquisas estão entre as atividades do checklist recomendado. 

Recomendações para as crianças na quarentena

Para seguir o desenvolvimento de aprendizagem iniciado na escola, listamos quatro medidas:

1. Marque um horário para o estudo, faça a agenda da semana; 

2. Se possível, escolha um espaço da casa mais tranquilo;

3. Para os mais novos, esteja próximo;

4. Quanto aos pré-adolescentes, deixe que tenham autonomia para seguirem os estudos sozinhos.

Atenção: manter horários para dormir, acordar e almoçar são formas de contribuir com os pequenos nesse processo. 

Tomar banho e trocar de roupa é outro ponto importante para que as crianças na quarentena entendam que o dia vai começar. Não há necessidade de vestir o uniforme da escola!

Sem cobranças em excesso 

Crie uma rotina com seus filhos na quarentena

Aproveite esse momento que estamos em casa com os pequenos para reaproximar, conversar, para entender qual é o sentimento deles em relação a tudo que está acontecendo. 

Peça para seu filho mostrar as atividades realizadas, comentar sobre o tema estudado, buscar novas fontes para aprimorar os conhecimentos, solicite que faça registros, desenhos, resumos, esquemas, mapas conceituais, cartazes… São muitas as opções para esse momento e o lúdico na aprendizagem vira um grande aliado. 

Liberar alguns minutos a mais no videogame durante a quarentena não irá prejudicar os filhos, desde que haja controle dos pais sobre o tempo nos eletrônicos. Se o responsável por uma criança a proíbe de algo, a proibição se torna mais tentadora. 

Como combinar lazer e educação 

As crianças na quarentena podem se divertir facilmente, não necessariamente com brincadeiras. Que tal ensiná-las a cozinhar, por exemplo? Você pode conciliar as tarefas domésticas, o trabalho e a presença dos filhos incluindo-os em algumas atividades, como aguar as plantas. 

Outra excelente opção é buscar jogos didáticos na internet, que podem ser uma ponte entre estudos e lazer. Quebra-cabeça, jogo de tabuleiro, jogos de arcade clássicos (como Pac-Man), jogo de adivinha e muito mais. 

Lembre-se: a rotina traz segurança. Então busque manter uma rotina parecida com o que tinham, mesmo que no ambiente domiciliar. Saiba reservar horários para lazer e educação! 

Os pequenos também precisam gastar energia. Estão surgindo inúmeras possibilidades virtualmente, muitos contadores de história estão fazendo lives. Incentivar as brincadeiras, as atividades lúdicas. 

Além disso, muitas escolas estão mandando tarefas para os pais ou cuidadores fazerem nesse momento. 

Emoções em família tornou-se o foco

É possível tirar uma lição de tudo isso. As crianças na quarentena estão mais estressadas e saiba que vocês, pais, são o porto seguro delas! Estejam preparados para a demanda emocional exigida no momento, trabalhando temas com aos pequenos como empatia. 

O curso Emoções em Família, de Tonia Casarin, é um convite a se aprofundar no assunto de maneira leve e didática. Gostou do conteúdo? Conte pra gente como tem sido a sua quarentena!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *