Publicado em Deixe um comentário

Divórcio com filhos: como lidar com as emoções – Tonia Casarin

Pedir o divórcio com filhos costuma ser muito mais complicado. Afinal, a separação dos pais é difícil na vida dos filhos, já que eles experimentam muitos sentimentos durante esse período de mudança para uma nova realidade.

medo da perda é muito comum durante essa fase onde eles temem “perder” seu maior objeto de amor. Durante essa etapa, o monstrinho da desconfiança toda hora aparece trazendo essa dúvida na cabeça dos pequenos. Imagine  como deve ser difícil para eles! 

Você pensa em se separar, mas teme as consequências do divórcio com filhos? Todo esse processo pode ser feito de maneira amigável. Acompanhe:

Divórcio com filhos: como fazer a separação sem traumas

Veja minhas dicas para tornar o processo menos traumático:

Ajude as crianças nesse momento

Emoções como insegurançaansiedade medo são supercomuns, já que a criança “perde” um ponto de referência muito importante seu dia a dia. Obviamente, ela vai sentir saudades do pai ou da mãe no seu dia a dia. A criança pode até mesmo sentir que o pai ou a mãe, com quem deixará de estar com mais frequência, a abandonou.

Clique aqui e leia mais sobre como o medo afeta a vida das crianças.

 Por isso, é muito importante que os adultos estejam sempre atentos para acolher todos os monstrinhos que aparecem. Encorajar a criança a partilhar o que sente e ouvir plenamente é fundamental para que possa ajudá-la a nomear o que ela está sentindo nessa fase difícil. Monstrinho da tristeza? Da frustração? Da raiva?

Apoio é fundamental

Ajude seu filho a perceber que você o apoia independentemente daquilo que pensa. Se a criança perceber que o que ela pensa e sente não é bem aceito, terá mais dificuldades em aprender a lidar com as sensações desagradáveis.

Depois é importante que os adultos ajudem a criança a compreender o que esses monstrinhos estão causando e a auxiliem a dar significado. Ajude-a a compreender que, apesar da distância física que a nova realidade poderá trazer, ela continuará a ter uma relação equilibradasaudável e pautada pelo amor com os pais.  A compreensão é uma peça importante para que a criança saia dessa etapa mais forte.

Demonstre amor

E por último, não se esqueça de que o melhor “remédio” durante essa avalanche de emoções na vida da criança é demonstrar diariamente amor e afeto! Promova sempre a proximidade física por meio de abraços, beijinhos e festinhas.

Atitudes simples como essas passam segurança de que os pequenos serão amados independentemente de qualquer situação. É fato: o amor pode ser o ponto-chave para que o divórcio com filhos seja menos traumático.

Ainda tem receio sobre o processo de divórcio com filhos? Quer aprender mais sobre as emoções dos seus filhos em situações difíceis? Acompanhe a nossa página no Facebook  e fique por dentro de todas as dicas!

af_tonia_cta-10-desconto-medo_900x200px

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *