Publicado em Deixe um comentário

A importância de estar presente na vida dos filhos: você brinca com eles?

Depois de um dia corrido, podemos cair no erro de pensar em nossos pequenos como mais uma “tarefa” e não como “corações” com os quais precisamos nos conectar. Estar presente na vida dos filhos é um desafio, no entanto, basta querer. Por meio de algumas atitudes você consegue tirar de letra, e é sobre isso que vamos falar hoje! 

Várias vezes o trabalho te sobrecarrega, o que demanda tempo e energia. É importante não se deixar levar pela enorme quantidade de tarefas, reservando um tempo para estar presente na vida dos filhos. Ao fazer isso, temos certeza de que a sua família terá muito mais qualidade de vida. 

Você usa a televisão ou vídeos no smartphone para manter as crianças ocupadas e, assim, você consegue se concentrar em determinada tarefa? Se a resposta for sim, está na hora de mudar isso. 

É de extrema importância dar atenção aos pequenos. Estamos falando de uma atenção real, focada e positiva! Em cada momento do nosso dia é possível estar presente na vida dos filhos, alguns exemplos: a hora do café da manhã em família e sem correria; contato visual com a criança quando ela faz uma pergunta; a ida à escola com uma música divertida no carro; o elogio quando o pequeno fez algo legal, entre infinitas outras possibilidades. 

Invista no aprendizado pelas brincadeiras! 

Com a agenda cheia de compromissos – tanto a dos pais quanto a dos filhos, com cursos e atividades extracurriculares – pode ser difícil conseguir criar momentos em que todos estejam juntos e dispostos a dar atenção aos seus relacionamentos familiares.

Muitos pais se perguntam: “como fazer brincadeiras com meu filho?” Saiba que o ato de brincar é uma excelente maneira de estar presente, de fato, na vida das crianças. Isso vai muito além de apenas entreter o pequeno, mas sim de estabelecer vínculos emocionais e criar intimidade. 

A brincadeira é uma ponte direta ao universo infantil e a prova disso é que quando nos propomos a entrar em alguma brincadeira que remete à nossa infância, rapidamente lembramos de memórias e sentimentos.

Estimule a empatia nos momentos de diversão

Atenção para não se confundir na hora de estar presente na vida dos filhos! Brincadeiras não significam proporcionar à criança algo que a divirta, seja um jogo eletrônico, computador, televisão ou brinquedo convencional. 

Crianças de todas as idades têm a capacidade de brincar sozinhas, o que varia é o tempo que mantém a atenção fixada, e isso é completamente natural. A participação ativa familiar sempre será repleta de benefícios e produtiva.

A interação da família através da brincadeira com seu filho demonstra que você está disposto a conhecer ou reconhecer o mundo dele. Assim se aprende empatia, confiança e humanidade. 

Essas características, inclusive, fazem parte das competências socioemocionais que abordamos constantemente no blog. Tais habilidades desenvolvem a criança de uma forma única, que refletirão no convívio familiar. 

A seguir, listamos X atividades que você pode fazer para estar presente na vida dos filhos:

1. Estátua: a partir de 2 anos

Um dos integrantes da família é escolhido como chefe, e as crianças posicionadas de frente para ele. O chefe designa qual será a estátua. Pode ser de cachorro, passarinho, gato, cobra… Então, quem está no comando escolhe a estátua mais bonita, mais feia ou mais engraçada. 

2. Não me faça rir: a partir de 3 anos 

Você e seu pequeno tentam fazer o outro rir, quem rir primeiro, perde.

3. Boliche: a partir de 3 anos 

Faça os pinos com garrafas pet, cheias até a metade. Depois, com uma bola, o jogador deve tentar derrubá-las. Em cada rodada, o participante pode tentar duas vezes. 

4. Pular corda: a partir de 6 anos

Duas crianças seguram a corda, uma em cada ponta, e fazem com que ela gire. Sai do jogo quem tropeça na corda. 

5, Dança das cadeiras: a partir de 6 anos

Separe algumas cadeiras, de acordo com o número de pessoas, menos um. Em uma fila indiana, os participantes devem circular pelas cadeiras, com as mãos para trás e ao som de uma música. Quando a música parar, elas devem se sentar na cadeira mais próxima. Quem ficou de pé é eliminado e uma cadeira deve ser retirada. Vence quem sentar na única cadeira que restar.

Existem inúmeras brincadeiras que você pode colocar em prática, o importante é se atentar à idade da criança e o estímulo que a atividade irá proporcionar. 

Outras formas de estar presente na vida dos filhos

Use o tempo do acordar para ficar, sem pressão, com as crianças. Nem que seja por 10 minutos! Demonstre se preocupar com o seu pequeno, olhe, pare e comente. 

Que tal sentar com as crianças para rever fotos? Aproveite para contar histórias engraçadas da família. 

Se você se interessou pelo assunto, o curso Emoções em Família é uma ótima oportunidade para entender melhor sobre como inserir as competências socioemocionais dentro de casa. Comente aqui as brincadeiras que você faz com seu filho!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *