Publicado em 2 comentários

Atividades para a inteligência emocional – Tonia Casarin

Queremos que nossos filhos sejam felizes e tenham sucesso na vida. Acho que isso é consenso entre a maioria dos pais. E, já se sabe que, para isso, é importante desenvolver habilidades comportamentais. O uso de atividades para a inteligência emocional facilita muito esse processo.

Saiba quais atividades, ambientes e comportamentos influenciam na inteligência emocional das crianças:

Atividades para a inteligência emocional: clima do lar

Um dos fatores mais importantes para o desenvolvimento das crianças é o ambiente em que elas vivem. Ou, seja, como é o clima do lar e como se estabelecem os relacionamentos que os pequenos experienciam. Isso significa dizer que importa mais como os adultos interagem com as crianças, especialmente em momentos de stress.

O cuidado, particularmente a experiência de fazer parte de um ambiente de atenção, está diretamente ligado ao desenvolvimento da inteligência emocional. Dito de outra forma, o ambiente influencia como ensinamos às crianças a cuidarem de si mesmas e dos outros. E, em uma relação parental, o cuidar e o ensinar a cuidar é natural, como disse o filósofo Nel Noddings. Mas, para isso ser efetivo, as crianças devem experimentar esse cuidado.

Um outro estudioso famoso que publicou livros famosos na área chama-se Paul Tough. No seu livro “Helping Children Succeed”, ele aborda a importância de um ambiente estável para a formação das crianças. As pesquisas já mostram que ambientes hostis causam danos biológicos nos cérebros das crianças que estão em desenvolvimento. 

Essas mudanças podem enfraquecer o desenvolvimento de várias habilidades que ajudam as crianças a regular suas emoções e seus pensamentos. E, mais tarde, sua habilidade de regular emoções também pode ser afetada de forma que prejudique a criança a ir bem na escolas, construir relacionamentos e ter sucesso na vida.

Portanto, se você quer desenvolver as competências por meio de atividades para a inteligência socioemocional das suas crianças, pesquisas e intervenções apontam que a direção para começar é o ambiente em que a criança vive. E o primeiro ambiente da criança é a sua casa.

Os relacionamentos são como uma cola para o aprendizado. A ciência já explica que a afetividade está diretamente relacionada ao aprendizado a conexão é a cola das ligações entre os neurônios. 

O que acontece é que, quanto mais essas rotas são feitas, mais as conexões neurais são mantidas e reforçadas. Esse processo faz a ligação ficar tão forte que nunca mais será desfeita. 

Atividades para a inteligência socioemocional: comportamento dos pais

Mais do que qualquer outra experiência, a relação com os pais é o gatilho para o desenvolvimento e fortalecimento das conexões neurais no cérebro, em regiões que controlam as emoções, a cognição, a linguagem e a memória.

Pesquisas já mostraram que quando os pais se comportam de forma rude, disruptiva ou imprevisível, principalmente quando as crianças estão chateadas. Elas são cada vez menos propensas a desenvolver a habilidade de lidar com emoções fortes e extremas e são mais prováveis de responder de forma não efetiva em situações de stress.

Por outro lado, pais que são capazes de ajudar seus filhos a lidar com momentos que possam ser estressantes para eles e que ajudam suas crianças a se acalmarem depois de um ataque ou uma situação de medo extremo, por exemplo, geralmente têm um profundo efeito positivo na habilidade da criança de desenvolver capacidade de lidar com o estresse no longo prazo.

Sabemos que a infância é um contínuo, cheio de emoções, descobertas, choros, birras… E é também uma enorme janela de oportunidades de aprendizado para as crianças e, acredite você, para os pais.

Quando você, responsável por cuidar de uma criança, responde a suas emoções de forma sensível, a criança é mais provável de aprender com essa interação de que ela é capaz de lidar e gerenciar seus sentimentos, ainda que sejam intensos ou não tão prazerosos. Esse aprendizado será de grande valor para você na próxima birra do seu filho, e no longo prazo.

Viu como determinadas atividades para a inteligência emocional podem influenciar no comportamento dos seus filhos? Você promove um ambiente saudável e costuma ter um comportamento mais sensível com as crianças? Deixe seu comentário no post!

af_tonia_cta-10-desconto-medo_900x200px

2 comentários sobre “Atividades para a inteligência emocional – Tonia Casarin

  1. Gosto muito do livro, ajudou muito com meus filhos. Mas o monstrinho que anda por aqui é a ansiedade!!!

  2. Grandes palavras, não tão fáceis de interpretar e realizar, mas grandes indagações e desafios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *