Publicado em Deixe um comentário

O que é resiliência e como trabalhar essa qualidade? – Tonia Casarin

Ser resiliente tem sido uma qualidade muito exigida hoje em dia, principalmente em ambientes profissionais. Mas, afinal, o que é resiliência?

resiliência é um conceito definido como a capacidade de enfrentar adversidades da vida e superá-las, transformando-as em situações de crescimento e aprendizagem. A boa notícia é que nós podemos aprender a ser mais resilientes!

Construir a resiliência pode ajudar as crianças a gerir o estresse e seus sentimentos de ansiedade e incerteza, a aprender a enfrentar adversidades de peito erguido e a ter maior capacidade para lidar com a frustração. E, atualmente, o monstrinho da frustração é um desafio para famílias!

Leia mais sobre como lidar com a ansiedade das crianças aqui. 

Então, como ser resiliente? Como trabalhar essa qualidade tanto nos pais quanto nos filhos? Pessoas resilientes também sofrem? Confira tudo neste post:

Uma pessoa resiliente sofre?

como-ser-resiliente-criancas-brincando

Sim, como acontece com qualquer pessoa. Ser resiliente não significa que a criança não vá sentir angústia e emoções consideradas desagradáveis. A dor emocional e a tristeza são comuns quando sofremos algum trauma ou perda pessoal. A questão está em que estratégia adotamos para superar as adversidades, a lidar com a frustração e crescer com essas experiências!

Diversas situações exigem resiliência!

A separação dos pais, a perda de um cachorrinho, um bullying sofrido na escola ou até mesmo o afastamento de algum amigo ou familiar são exemplos de situações adversas que algumas crianças enfrentam. E de que forma as famílias podem ajudar as crianças a superarem esses obstáculos e a tirarem algum aprendizado da situação?

Saber como ser resiliente é um dos caminhos que ajudam a criança no curto, médio e longo prazos. E cabe a nós, adultos, ensinar e orientar as crianças nessa jornada.

Como ser resiliente?

Com essa preocupação, convidei a Priscila Tenenbaum para dar um curso específico sobre como nos preparar e ajudar as crianças a lidarem com essas “tsunamis” de dificuldades.

Para adiantar um pouquinho do que vocês verão no curso, ficam aqui 3 dicas úteis para criar crianças resilientes:

1. Desenvolva a confiança dos pequenos

Ajude seu filho a se recordar de situações difíceis que ele ultrapassou com sucesso, e mostre como essa aprendizagem deu bagagem a ele para lidar com outros desafios futuros. Mostre que ele está preparado e que consegue. Ensine-o a ter confiança em si próprio para tomar decisões e resolver problemas.

 2. Incentive as amizades e conexões fortes

Ensine à criança a importância de uma amizade, o que é a empatia e como se partilham as tristezas dos amigos. Encoraje-a a ser amiga do seu amigo. É importante ter uma rede forte de suporte que a ajude a superar as suas angústias. Fique atento ao que se passa na escola para que ela não se isole.

Saber criar um bom círculo de amizades é importante não só para saber como ser resiliente, mas para uma vida mais sociável e feliz. Portanto, é essencial que seu filho saiba lidar com as diferenças e a diversidade desde jovem.

3. Crie metas, objetivos e tarefas a cumprir

Ensine as crianças a criar objetivos realistas e a alcançá-los. Trabalhar na direção dos objetivos propostos mesmo que lentamente, ser encorajado a continuar e elogiado pelos seus pequenos feitos, ajuda a construir resiliência e a ser capaz de enfrentar novos desafios. Além disso, essas tarefas serão fundamentais para enfrentar um monstrinho muito comum hoje em dia: o da procrastinação.

Entendeu como ser resiliente? Acompanhe também o nosso Facebook e aprenda a desenvolver as competências socioemocionais das crianças!

af_tonia_cta-10-desconto-medo_900x200px

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *