Publicado em Deixe um comentário

Professor, como você desenvolve o pensamento crítico dos alunos?

Como desenvolver o pensamento crítico dos alunos

Importante para o desenvolvimento da reflexão humana, a prática do pensamento crítico dos alunos deve ser – intensamente – ensinada desde a educação infantil. No entanto, é pouco vista nas escolas brasileiras. 

Pensando nisso, você, educador, como tem desenvolvido o pensamento crítico dos seus alunos? Venha entender mais sobre o assunto.

Base Nacional Comum Curricular (BNCC)

Já mencionamos em nosso blog diversas abordagens acerca da BNCC, incluindo as exigências e competências gerais do currículo. 

Contudo, é fundamental reforçarmos a extrema importância do conhecimento da BNCC e de seus objetivos não só por parte dos pais, mas, principalmente, para o corpo docente. Na Base Nacional Comum Curricular, as competências que devem ser abordadas são: 

– Conhecimento 

– Pensamento crítico, científico e criativo

– Senso estético 

– Comunicação 

– Argumentação 

– Cultura digital 

– Autogestão 

– Autoconhecimento e autocuidado 

– Empatia e cooperação 

– Autonomia

O pensamento crítico, um dos tópicos das competências, é crucial para as crianças adquirirem a capacidade de pensar de forma clara e racional sobre o que acredita, envolvendo-se em pensamentos reflexivos e independentes. 

Afinal, qual a importância do pensamento crítico dos alunos? 

Segundo um estudo realizado em escolas americanas, estudantes que praticam sua criatividade durante o ensino fundamental, conseguem melhores notas e colocações em universidades. 

Além disso, o estudo reforça que a criatividade ajuda na alfabetização e favorece para o estímulo da criatividade das crianças. Mas, onde o pensamento crítico entra nessa história? Pois bem, vejamos algumas habilidades por meio do pensamento crítico dos alunos

– Entender as conexões lógicas entre ideias;

– Identificar, construir e avaliar argumentos;

– Detectar inconsistências comuns no raciocínio;

– Resolver problemas sistematicamente;

– Identificar a relevância das ideias;

– Refletir sobre a justificativa de suas próprias crenças e valores.

Atenção, não confunda pensamento crítico com acúmulo de informações! Um pensador crítico deduz consequências e sabe como usar informações para resolver problemas e buscar fontes relevantes para se informar. 

Além disso, a escola quando impõe a prática do pensamento crítico dos alunos, está favorecendo para o estudante adquire conhecimento, aprimorar teorias e fortalecer seus argumentos (algo fundamental para o futuro profissional!).

Confira formas de desenvolver o pensamento crítico dos alunos em sala 

Para colocar em prática, existem inúmeras formas de fomentar o pensamento crítico dos alunos de maneira simples e sem a necessidade de grandes recursos tecnológicos. Confira abaixo: 

Comece com perguntas básicas 

“O que você pensa sobre isso?” ou “O que levou a você pensar nisso?” são boas perguntas para instigá-los a entrarem em diferentes dimensões do seu próprio pensamento. 

Incentive os debates em sala de aula 

Ouvir opiniões é um passo para todos se expressarem e escutar o próximo. A argumentação é a peça chave no que se refere ao pensamento crítico, de maneira que  aluno saiba reconhecer quando está apoiando nas justificativas erradas. 

Reserve um tempo para reflexão

Dê aos seus alunos um tempo para organizar suas ideias ou refletir sobre os pensamentos antes de compartilhá-los com a turma. Incentive que escrevam as ideias ou evidências para não perdê-las. Isso pode ser feito no caderno ou dispositivos tecnológicos. 

Estimule a tomada de decisão 

Você, educador, pode incentivar constantemente a tomada de decisões e a avaliação de resultados ou conclusões. Isso permitirá que os alunos apliquem o que aprenderam, além de pensar nos prós e contras de inúmeras possibilidades e decidam qual melhor ideia funcionará. 

Faça atividades em grupo 

Além de estimular o diálogo e as habilidades socioemocionais, as discussões em grupo são ótimas formas dos professores encorajarem seus alunos a praticarem o pensamento crítico! Esse método vai além de uma ideia que possibilita a avaliação sob diferentes óticas antes da formação de uma opinião, mas dá aos alunos a chance de compartilhar, ouvir e aprender com o ponto de vista do outro.

Promova o brainstorming 

Traduzindo para tempestade de ideias, o brainstorming é muito utilizado no corporativo, mas pode ser eficaz como ferramenta de aprendizado. A ideia desse método é deixar a mente fluir e expor suas ideias sem medo de errar. 

Professor, seja um exemplo efetivo 

Assim como os pais, que exercem um papel fundamental para o desenvolvimento dos seus filhos, os educadores também possuem uma função essencial na vida dessas crianças. 

Por isso, educador, busque sempre sair da zona de conforto, das teorias sem prática e incentive a comunicação, a reflexão e a criatividade na rotina dos seus alunos. Saiba que o pensamento crítico dos seus alunos está ligado às habilidades socioemocionais e a gestão das emoções. 

Educador, quer entender mais sobre esses assuntos? Recomendamos o curso Competências Socioemocionais para Educadores, da Tonia Casarin. 

Gostou do conteúdo? Deixe o seu comentário abaixo! 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *