Publicado em 2 comentários

O que ninguém conta sobre ciúme infantil – Tonia Casarin

Quando os pais decidem se vão ter um outro filho, já existe uma irmã ou irmão mais velho. Nesse momento a opinião deles costuma não contar. Mas aquilo que, para você, representa uma fonte de felicidade, pode não ser para o seu filho ou filha. É aí que nasce o ciúme infantil.

Seu filho não está tão feliz com a chegada de um irmão? Essa raiva por um novo membro na família é normal? Veja como lidar com o ciúme infantil:

Como os pais devem lidar com o ciúme infantil?

A chegada de um novo filho é algo delicado para a criança mais velha, portanto é normal que ele se sinta incomodado. Veja como tratar o ciúme infantil:

Reaja com naturalidade

É natural que haja ciúme infantil como resposta ao nascimento do novo irmãozinho. As atenções e preocupações tendem a estar voltadas para a criança que vai nascer. O filho mais velho também teve essa atenção quando menor, mas não viu, nem tem lembrança ou sequer percebeu. 

A emoção do ciúme é normal, não deve preocupar os pais e, muitas vezes,  pode permanecer durante anos e anos, até quando os irmãos são adultos.

Descubra como o  monstrinho do ciúme age

Nas crianças, o monstrinho do ciúme pode aparecer de diversas formas. Algumas delas  podem até tentar machucar o bebê fisicamente, outras dizem para quem quiser ouvir que elas querem que o irmãozinho ou irmãzinha vá embora. 

Há pequenos que podem demonstrar todo o carinho do mundo para o novo irmãozinho, mas ficam agressivos e hostis com a mãe, por exemplo. Outros podem começar um novo comportamento (como chupar o dedo) ou, ainda, podem apresentar um comportamento aparentemente igual em casa, mas cheio de problemas na escola. 

Cada criança apresenta algum tipo de dificuldade diferente relacionada ao irmão, não extensivo aos exemplos aqui citados. Observe como o ciúme infantil está se manifestando no comportamento da criança.

Use o C de Conversar

O importante é você saber que ciúme infantil é normal e natural. Conversar (C do A.N.C.O.R.A®) sobre o sentimento  com seu filho ou filha mais velha ajuda a mostrar que você entende o que ele está sentindo no momento. Mostre para ele o quanto você o ama; que o amor pelo novo bebê não faz você dividir o seu sentimento, mas multiplicá-lo. Trazer a criança mais velha para participar do cuidado do novo bebê pode ser uma ótima forma de ela se sentir mais próxima de você e mais útil para a família.

Como você lida com o ciúme infantil na sua casa? Deixe seu comentário no post! Uma boa opção é participar do curso Emoções em Família, nele você terá diversas dicas de como explorar os sentimentos dos pequenos, inclusive o ciúme! 

2 comentários sobre “O que ninguém conta sobre ciúme infantil – Tonia Casarin

  1. Bom dia. Adorei a webinar. Parabéns. Estou muito tentada a fazer o curso. Sempre tive muito interesse nessa área e estudo filosofia como uma ferramenta para o autoconhecimento, o que auxilia muito no entendimento e regulação das emoções. Agora, tenho um filho de 1 ano e o foco é auxiliar na educação emocional dele. Portanto, o livro é minha próxima compra e gostaria de solicitar o link que mencionou do e-book de atividades. Obrigada e foi uma honra conhecê-la .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *